21/04/2016

[DIÁRIO DE UMA DEPRESSÃO] NÃO SOU FELIZ

Não sou feliz!
É uma frase que pode ser vista como uma tentativa de chamar a atenção, que a autora da frase seja vista como "coitadinha" e dramática demais, afinal de contas aparentemente a pessoa está bem. Escreve-la assusta-me mais a mim do que a vocês, confiem! Mas esta é a minha verdade hoje...não sou feliz.
Nada é tão mau como sentir-se vazio por dentro, nada é tão assustador como sentir-se um vazio e eu sinto.

A depressão, ao contrário de qualquer tristeza normal não aparece por um motivo. Aparece e torna o nada num motivo. Não importa se tenho falta ou fartura de dinheiro. Não importa os objectivos que até há bem pouco tempo pareciam impossíveis terem sido alcançados. (O meu telemóvel!) Não importa se poderei comer novamente, quantas vezes quiser um BigMac ou uma CheeseHam. Não importa estar horas a jogar um dos meus jogos preferidos sem me preocupar com horários. Não importa ter uma família (a próxima) fantástica. Não importa ter dois sobrinhos lindos que sei que me amam apesar de eu odiar o que vejo ao espelho.
Nada importa porque a maior parte dos meus dias acordo e adormeço a sentir-me infeliz. E sentir-me infeliz ainda é melhor do que quando não sinto nada...

Gostava tanto de melhorar, gostava tanto de ser diferente...mas não consigo. Não sou. Sinto-me infeliz no dia-a-dia e lutar contra este sentimento é desgastante.

Hoje decidi não lutar contra a depressão: Não estou feliz. Não sou feliz. E hoje decidi permitir que a depressão vença.

Mas não importa se é amanhã, ou depois de amanhã, mas vou voltar a lutar!

"WRITE BECAUSE IT HURTS AND THEN WRITE UNTIL IT DOESN'T!"
K. Towne Jr.

Desejo do fundo do coração muita força a quem está a lutar contra depressão por este mundo fora. Vençam este sentimento, não baixem os braços. Não façam como eu!

5 comentários:

  1. Eu quero é que tu tenhas força pá!
    Não quero que andes triste, muito pelo contrário!! :)

    ResponderEliminar
  2. li este post de manhã e não consegui logo comentar... Fiquei a pensar nele... Acho que foi dos posts mais honestos e que me tocaram mesmo que já li... Já vivo com o bicho da depressão há tempo demais, inclusive já estive internada com depressão, esgotamento e tive de fazer uma cura do sono porque cheguei a um estado em que eu estava, literalmente, a morrer lentamente... é uma sombra que está sempre presente....

    Se fores como eu, não são palavras de "anima-te" "faz por ficares melhor!" "não estejas assim" que vão ajudar, de facto, no meu caso, ainda me tiram mais do sério e até despertam as minhas tendências violentas...

    Para superarmos isto, e no meio dos dias maus nos agarrarmos a pequenas coisas que nos façam querer continuar a ficar cá para contar a história, temos de ser nós próprios a arranjar essa força, essa motivação, essas pequenas coisas....

    Sabermos que temos pessoas lá por nós quando mais precisamos também ajuda muito, e tens aqui uma pessoa que não conheces de lado nenhum, mas se quiseres conhecer e desabafar estou aqui... No entanto lamento que apesar de a depressão ser algo tão presente nas nossas vidas e nas vidas de tantos milhares, ainda haja tanta incompreensão sobre a mesma e quem dela sofre... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este foi um dos melhores comentários que recebi desde que tenho o meu blog, que alguma vez pensei receber, para ser sincera. Quando escrevo sobre isto, penso logo que não devia ter feito. Ninguém gosta de ler lamentações...
      Neste dia, escrevi "sem filtros", escrevi para tirar do peito o que estava a pesar...escrevi o que sentia.
      Obrigado pelo que disseste!! Nunca saberás o que significou para mim!

      Lamento l, lamento tanto que saibas o que isto é. Ninguém merece, ninguém merece ter a mente contra ela própria. É horrível, querermos estar bem, querermos ser felizes, ou como eu digo, querer ser normal e não conseguirmos. Lutar tanto para termos um bocadinho de paz.

      De alguém que infelizmente também entende, espero que continuemos em contacto!

      Eliminar
    2. Não imaginas quantas pessoas já conheci que não o queriam reconhecer, de que eram pessoas deprimidas, e acabaram com a própria vida...

      Nem imaginas a importância de reconhecermos o nosso estado! É um grande passo para nos compreendermos e conseguirmos lidar com isto... agora negar? Ou não compreender ou aceitar? É muito, muito mau. E nos rodearmos de pessoas "felizes e cínicas" que não compreendem nem respeitam pior.
      Entre ser "normal" e mesquinha, ou solidária mas deprimida... prefiro viver com a depressão do que com a maldade no corpo...

      Eliminar
    3. Muita força e vencerás, não tenho dúvidas. Beijinho. Marilia

      Eliminar